quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Desgraças que lançaram no mundo

Hoje o artigo pode ser um clichê, mas já estava demorando pra eu falar disso aqui.
Você sabe, o mundo nos traz coisas boas e coisas horrendas.
Hoje eu falarei dessas coisas horrendas, terríveis, horrorosas e outros xingamentos.
Estou pressentindo que este será um artigo curto.
Batman & Robin: o filme que jamais deveria ter sido feito
Tudo bem que Batman Eternamente tinha uma trama bem morna, mas este filme aqui... nossa, é impossível achar uma palavra pra descrever essa aberração da natureza colorida de Joel Schumacher.
Mesmo com a horrorosa dublagem de Miami (que conseguiu estragar Blue Dragon) passada na HBO Family, não deixa de ser um filme ruim.
Pra piorar, o filme tem o retorno do rebelde Chris O'Donnell e George Clooney substituindo Val Kilmer (que felizmente pulou fora), diálogos retardados e uma boa falta de senso e sensualidade.
Claro, quem é que pode achar sensualidade em uma atriz esquisita como a Uma Thurman?
Só o panaca sádico do Tarantino mesmo.
Mas, se mesmo assim quer ver essa tortura, procure-o na TV a cabo (com a péssima dublagem, porque só o SBT consegue dublagens decentes), desligue seus neurônios e aproveite.
Só é uma pena que um ator tão bom como o Schwarzenegger teve que se submeter a isso.
Paródias imbecis e abomináveis
Eu sempre idolatrei a Mad como sendo a mais idiota, porém engraçada revista que eu já li.
Mas, hoje em dia, as paródias estão muito sem sal. Ah, que saudade de Top Secret, Todo Mundo em Pânico e outras paródias que -essas sim- eram divertidas.
Atualmente, nós, adolescentes, temos que ser forçados a ver paródias terríveis, que só podemos parar de assistir se o Jason invadisse nossa casa e nos partisse ao meio com um facão.
Realmente, tem umas paródias que eu gosto, mas quero mais que se foda. Cansei de dar chances.
O nascimento do Nintendo Wii
Ah sim, o Wii. O videogame que causou divórcios, milhares de derrames cerebrais e ainda fez a Victoria Justice surtar de vez e matar metade do elenco de Victorious.
...
Bom, isso não aconteceu ainda, mas é provável que vá acontecer algum dia.
O console é uma merda, seus jogos são uma merda e Shigeru Miyamoto fede a cocô de urso panda.
E nada mais tenho a dizer sobre essa porra.
Jogos terríveis
Ahh sim, games!
Já tivemos jogos bons como as franquias LEGO (atualmente jogo os dois Lego Batman no meu Xbox 360), Mortal Kombat, mas também tivemos porcarias como Batman & Robin (sim, mesmo jogar de novo, ainda é uma merda), além de outras merdas inviáveis que eu nem quero falar.
Além disso, o Wii é o campeão em ter jogos escrotos, inclusive do iCarly (!!!!), vejam só!
Melhor sorte no Xbox 720, iCarly.com!
E por falar em games ruins, por que não falar também de...
Filmes idiotas baseados em games bons
Pois é, hoje em dia os adolescentes viram bandidos por culpa desses filmes debiloides.
Já tivemos diarreias como Tekken (acreditem, ainda há retardados que gostam desse filme), Resident Evil (80% é apenas Milla Jovovich nua) e os filmes do alemão Uwe Boll, que consegue ser mais ruim que o Ed Wood, santo dos diretores ruins.
Acho que ele não abençoou o alemão, então de santo ele não tem nada.
O fim de um programa bom
Pois é, acho que nem preciso falar mais nada, pois nada pode tirar a tristeza do término de iCarly.
Nem mesmo um biscoito Scooby.
E com isso encerro mais um post seriamente cômico. Espero que eu consiga terminar o script do meu filme a tempo.
Logo vocês o verão completinho, prometo.
Bazinga!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário