domingo, 21 de outubro de 2012

The Dark Knight's First Night: O episódio piloto de Batman: A Série Animada!!!!!


Quem conhece Batman: A Série Animada sabe que os criadores não estavam de brincadeira.

Sombrio e maduro, a série se tornou popular entre adultos (e não, não tem putaria, seus tarados!), ao contrário das outras séries animadas feitas estrategicamente para crianças.

Destaque para o Homem-Aranha dos anos 60.

Bom, para a série do Batman surtir algum efeito estrondoso após o lançamento de Batman: O Retorno, a Warner Bros. chamou ninguém menos que Bruce Timm e Paul Dini.

O resultado ficou tão bom quanto vocês puderam imaginar.

E eles produziram um episódio piloto que pouca gente conhece, mas agora vão saber da sua existência graças a mim.

Não precisam me agradecer.


O episódio começa com um letreiro dizendo que foi criado por Bruce Timm e Eric Radomski.

Poucos episódios mostram os criadores antes do início, mas esta é uma inovação muito bem-vinda, por assim dizer.

Ah sim, o episódio também diz que a música original foi perdida (provavelmente vendida por meio quilo de "açúcar") e foi substituída pelo tema da série, produzido por ninguém menos que Danny Elfman, responsável pela trilha sonora do filme de 1989.

Se ficou impressionado, saiba que você não é o único.


A cena muda para o Pier de Gotham City, onde podemos ver que, quando anoitece, o céu é laranja.

O fato é que isso entra no espírito, pois torna a série mais viva, mais orgânica.

E podemos ver que um iate está bem estacionado onde acontece poucos roubos.

Lembram em Batman Begins, onde o pier sempre era o lugar perfeito para criminosos?

Pois é, certas coisas nunca mudam.


A cena então corta para o terraço de um edifício, onde vemos mafiosos voltando após um trabalho pesado.

Se notarem, o mafioso com a gravata vermelha está com fumaça saindo das mãos, o que prova que ele é homem o suficiente pra segurar o cigarro mesmo a torrando em brasa.

Esse desenho me impressiona  cada vez mais, vou te contar.

Enfim, um dos mercenários está carregando sozinho uma caixa enorme, o que ele talvez tenha pensado que seria fácil e encontrar uma porrada de mulheres numa cama de hotel.


Mas como é um imbecil (como qualquer assistente de bandido em um desenho animado), ele tropeça e derruba todas as jóias que roubou.

E UAU!!!! Fiquei impressionado com a quantidade que esse imbecil pegou. Quem ele roubou, o Tio Patinhas?

Ninguém tem tanta joia pra ser roubada de propósito, a não ser que seja um banco nova-iorquino que insiste em ter estandes de vidro.

É, nem sempre eles tem novas ideias.


Pois bem, pra não levarem uma bronca e ainda ter as mulheres nuas numa cama de hotel, a dupla decide arrumar toda a bagunça usando o velho método da "sujeira debaixo do carpete".

Porém, eles não contavam com uma coisa.


Uma sombra misteriosa se manifesta entre os bandidos para eles verem quem está tocando o terror na cidade.

...

Além deles, claro!


Enquanto os biltres procuram o dono da sombra (que pode ou não ser o Peter Pan), um braço da justiça cutuca o fumante que está propositalmente de costas.

Boa coisa não vem, isso eu garanto.


A mão da justiça golpeia o meliante, e dá um soco tão forte que seu queixo cresce de tamanho, o fazendo parecer com Richard Gere.

E, aproveitando a ocasião, o braço aproveita e passa suas lâminas no criminoso, porém não há uma gota de sangue.

Diabos, isso que é desenho animado de homem!


Tanto que puseram o Professor Girafales pra trabalhar duro.

Mas, pensando bem... por que ele tem esse rosto que parece um coador de café?

Ah, só pra lembrar, a série foi corajosa ao pôr armas de fogo em vez das armas de laser, usadas naquela horrorosa série do Homem-Aranha.

...

Não a versão de 1967, eu estou falando de 1992.

Aquela série até era "realista", mas era uma merda, vamos admitir.


E ele finalmente aparece, ou então não seria o Cavaleiro das Trevas.

Se o Batman não fosse, ele seria como o Adam West, só que em desenho animado.

Aliás, reparem só no brilhante trabalho que fizeram na face do Homem-Morcego.


UAU!!!

Sombrio, não?

...

Ficou com medo?

Então vá à merda, seu crápula!


Aos ladrões não resta fazer nada exceto fazer cara de malvado e mostrar que tem uma mira totalmente terrível.

Vejam só, o gordo não tem coordenação motora!!! Ele está, certamente, apontando para um contra-regra, pois devem ter brigado por dívidas ou algo assim.

Vai lá saber o que esses mercenários fazem.


Pra mostrarem que são muito competentes (o que claramente não são), os dois abrem fogo em direção ao nosso herói...


... que facilmente desvia de todos os tiros!!

Eu não disse que eles são ruins de mira?

Malditos mafiosos!!!


Como ele precisa estar vivo até a exibição do primeiro episódio, Batman salta sobre os inimigos para derrubá-los, o que é algo pouco profissional da minha parte.

Mas quem sou eu pra questionar o trabalho dele? Caralho, ele é o Batman! Ele sabe o que faz!!!!


Com o Professor Girafales inconsciente, o gordinho pega sua pistola e mira na direção do nosso herói, que está prestes a decorar o terraço com seus miolos espalhados.


Como ele não se impressiona fácil (claro, ele é o Batman, esqueceu?), Batman arremessa seu batarang, que mais parece um pente fino.

Já olhou o lado do papel pra ver como ele ficava fino?

Todo mundo fazia isso até mesmo você, sua avó ou seu tio!!!


Desarmado, o bastardo nova-iorquino confere suas unhas para confrontar o Homem-Morcego antes que seja chamado de "fracassado" e "boiola", tudo porque não enfrentou uma autoridade superior.

Diabos, Luke Skywalker enfrentou Vader na cara dura, por que esse cara não deveria também?

Pois bem, o bandido parte pra cima do herói...


... que preferiu imitar o Gary Coleman em vez de bloquear o ataque.

Caralho, Batman!!! Logo você, que conhece os meios de arrancar o braço de um filho de uma cadela, apanha de um cara qualquer?

Meu Deus, é por isso que esse mundo não vai pra frente!!!!!!


Pela sombra refletida no outdoor, os dois estão lutando como se fossem aqueles primos retardados do Texas que transam com as próprias parentes e vacas, porcos e o que mais encontrarem.

Argh, maldito Texas!!!

Pra finalizar, Batman dá os seguintes golpes:


Uma porrada no estômago...


... seguido de um soco tão forte que faz o bandido parecer o Schwarzenegger...


... e, em seguida, o nocauteando com um uppercut, o que mostra que o Cavaleiro das Trevas foi o responsável pelo golpe usado em Mortal Kombat.

Liu Kang e os outros lutadores o agradecem.


De repente, uma perna misteriosa arrebenta a porta causando inúmeros prejuízos.

E pelo amor de Deus, que parede é essa?

Meu Deus, é mais branca que o Fantasminha Camarada!!!


É então que os policiais, junto com o Comissário Gordon (que aqui usa um terno laranja antes de trocar pelo bege), procuram o Batman.

Agora, vamos dar uma pausa pra analisar melhor essa antipatia.

Bem, desde que surgiu, Batman não era muito querido pela polícia, porém conquistou a confiança do comissário logo depois.

E, sendo que esse desenho é depois do filme de 1989, é de se estranhar que os policiais já perderam a confiança de novo, uma vez que até receberam um Bat-sinal de presente.

Bom, eles vão atrás de Batman...


... que vai embora sem dizer uma palavra.

Claro, ele é foragido, mas ao menos ele podia ao menos ter pego os bandidos pelo colarinho e entregado pra eles.

Covarde!!!


Gordon vai correndo à borda do terraço para descobrir o paradeiro do misterioso herói.

Claro que foi uma péssima ideia, pois seu penteado aerodinâmico se desfez por causa do vento.

Maldita mãe-natureza!


E então, Batman vai embora para procurar mais mercenários por Gotham.

Herói de verdade, é o que eu digo!

Nota: 89 (faça melhor, Joel Schumacher!)

O episódio está disponível no primeiro DVD da série animada e aqui também, deem uma olhada.

Não se arrependerão, eu juro pra vocês.

Bazinga!!