quinta-feira, 26 de julho de 2012

Heróis humanos

Olá, minhas queridas (e lindas McCurdians) e os fãs de heróis! Saudades?
Bom, o artigo de hoje é sobre heróis que são seres humanos também.
Acredite se quiser, mas houve uma época em que algumas pessoas teriam que criar alguns heróis, mas transportando a humanidade interior.
O resultado? O Justiceiro foi um dos heróis da Marvel Comics a ser realmente um ser humano, e não um mutante.
Sendo assim, tomei a liberdade de criar este artigo falando sobre heróis que também são pessoas normais.
...
Não não, Superman não está neste artigo.
Portanto, sem reclamação, vamos começar!
PARA O ALTO E AVANTE!
Kick-Ass
Desde quando, para ser super-herói precisa de poderes?
Vejam o Batman e o Justiceiro, eles não tem poderes, só a necessidade de lidar com a criminalidade.
Pois bem, Kick-Ass surgiu com o propósito de zombar com os heróis, pegando carona nas graphic novels de Frank Miller e nas sanguinárias violências do Quentin Tarantino.
Também bastou criar um nerd que usa uma ridícula roupa de mergulho e armado com dois porretes achando que bateria o sucesso do Cavaleiro das Trevas.
E deu certo!
De fato, ele é apenas mais um ser humano comum, mas com uma grande vontade de salvar as pessoas.
...
Vendo que, no seu primeiro ato heróico, Kick-Ass foi esfaqueado e atropelado, não há muita esperança a não ser acreditar que esse pateta seja um herói de verdade.
Ash Williams
Relutei muito para pôr esse cara na lista, justamente por ele ser mais um anti-herói do que um herói.
Mas revendo seus filmes, vejo que ele mereceu por humanizar The Evil Dead.
Bom moço como ele é, Ash levava uma vida boa até que seus amigos foram possuídos por demônios em uma cabana abandonada no meio do mato.
Então, ele teve que ser forçado a matá-los!!
Ah sim, e um demônio também possuiu a mão direita de Ash, que não teve outra escolha a não ser decepá-la e substituí-la por uma serra elétrica.
E ele foi muito machão para matar a própria namorada.
Vou dizer, ter colhões pra fazer isso requer umas bolas de aço inoxidável.
Batman
Acharam que eu esqueceria dele?
Bom, Batman é o alter-ego do bilionário Bruce Wayne, que teve seus pais assassinados por um bandido DO MAL!!
Para evitar de tomar mais esporro por isso, Wayne teve que vestir um uniforme baseado na coisa que ele mais odeia: morcegos.
...
Claro, sendo o Batman, ele não poderia ser um rato ou uma aranha.
Aliás, já que falei em aranha...
Homem-Aranha
...não poderia deixar de falar do aracnídeo mais escalafobético.
Quem assume a roupa de teia é Peter Parker, que está aos cuidados da Tia May Parker.
Aí então, ele foi picado por uma aranha radioativa, no qual lhe deu super poderes e um traje feito em computação gráfica.
Por mero acaso, surgem vilões ao mesmo tempo da origem ou queda do herói.
E vou dizer a verdade, o Tobey Maguire é bem melhor que o Andrew Garfield.
Sem essa de que o Parker compra os jatos de teia na Amazon, gosto de teias orgânicas.
Christina Saunders
Se você nunca viu Best Player, então merece uma surra de pau!
Bom, Christina (que usa o alter-ego "Prodigy") é uma jogadora viciada e está sempre armada com um controle da Nintendo Wii (que mau gosto miserável, hein?) e uma luva quase igual a do Freddy Krueger.
Além do fato de ter que derrotar um cara que se parece com o Jim Carrey, ela sempre fica fashion usando botas.
Diga-se de passagem, em todas as vezes que vejo a Jennette McCurdy (mas nunca pessoalmente, o que é triste), ela está sempre usando botas.
Ela foi perfeita.
E é isso. Dúvidas? Sugestões ou outras coisas? Já sabem onde deixar.
E acessem o tumblr PoshMob, a Jennette fala como se fosse uma estilista!
Sem ironia, vão lá conferir!
Bazzinga!

domingo, 1 de julho de 2012

Bat Boy e Rubin!


Raramente uso o blog para falar de Batman, e quando falo, sai quase como um discurso do Barack Obama.
Quem já leu sabe do que eu estou falando.
Pois bem, li numa revista de humor (a Mad, quem mais seria?) uma paródia que eles fizeram da época que Batman e Robin se tornaram parceiros.
E é isso que mostrarei hoje, após o longo review do filme Frankenweenie.
Ah, os quadrinhos estão em inglês, portanto quem não tem um conhecimento pomposo do idioma, é melhor esperar para o próximo artigo.
Para os americanos e americanas que acompanham meu blog graças ao tradutor: Divirtam-se!
E é isso! Dúvidas, sugestões ou ameaças de morte? Já sabem onde deixar!
E não, não darei o endereço da Jennette McCurdy. Estão pensando que eu sou o que?
Até a próxima!
Bat-Bazinga!