segunda-feira, 27 de março de 2017

Uma breve auto-crítica sobre o pior

O artigo de hoje servirá como tapa-buraco enquanto não sai um mais trabalhado, pois eu ainda acredito que alguém ainda acessa o Blogger atualmente.

Bom, escrevi o blog como válvula de escape do ócio que era o cotidiano. Eu sofria uma séria depressão na época e por isso decidi criá-lo.

E uma vez que eu adorava escrever histórias no Word, decidi aprimorar minha habilidade aqui.

Porém como devem ter notado na mudança, enquanto antigamente eu escrevia oito ou até doze artigos... atualmente eu não escrevo nem dois no mesmo mês.

E o motivo é bem perceptível.

Nos artigos mais antigos, meu timing cômico era péssimo. Eu escrevia tudo o que dava na telha e mesmo assim eu achava engraçado (pelo menos na minha mente), mas nunca evoluí.

Continuei com um timing horrível, escrevendo artigos toscos e com uma crença de que alguém acharia interessante.

Obviamente era o oposto.

Li cada um deles e pensei como eu tive a capacidade de pensar em alguma bobagem que eu achava que era piada, mas que podia ofender alguém.

Claro, eu não fiz como o Pewdiepie, mas minha preocupação era bem séria.

Hoje em dia eu reciclo artigos de terceiros pra que o blog que fundei há um tempo atrás não seja declaro morto.

Mas brevemente espero mudar tudo isso.

Obrigado a todos pela compreensão. Claro que eu ainda acredito que vocês acessam o blog, o que aumenta minha auto-estima.

Até a próxima encarnação, se Deus quiser ou não.


Nenhum comentário:

Postar um comentário