sexta-feira, 1 de junho de 2012

Os desenhos animados mais bizarros

Olá, queridos!
Então, hoje é o mês de Junho (Sério?), e eu estou voltando com tudo antes do meu aniversário.
Pois bem, aqui vai um breve resumo da ideia do artigo:
Ontem à tarde, estava em Porto Alegre (na região Sul, caso não saibam) e comprei uma revista Mad, onde ela tirava sarro de Angry Birds.
E quem não conhece a Mad?
Com todo aquele humor de banheiro, desenhos asquerosamente engraçados e um editor sacaneando os outros nas seções de cartas.
Eventualmente peguei umas ideias da revista e o blog nasceu.
Outro dia falo melhor esse assunto.
Bom, acabei comprando também os filmes O Cavaleiro das Trevas e Batman, filme baseado na colorida série de 1966.
Então decidi escrever algo sobre desenhos animados, mas tem alguns que são bizarros e o público adora bizarrices.
Foi difícil escolher, mas peguei apenas algumas animações pra vocês terem uma ideia de como era (e ainda é) legal estar em um mundo mágico, onde nenhum homem ou ser humano jamais esteve.
...
Maldito Star Trek!
Homem-Aranha (1994-1998)
Todo mundo adorava essa série (e quem detestava deve ser um puto com aracnofobia), mas acho que alguns de vocês não notaram nos equívocos presentes nas aventuras do Amigão da Vizinhança.
Pior ainda, a série adaptou sagas dos quadrinhos, que resultou em equívocos maiores.
Começando com a saga O Traje Alienígena, onde vemos a simbiose extraterrestre de Venom parasitar o Cabeça de Teia até chegar ao ex-fotógrafo Eddie Brock, algo que Sam Raimi fez em Homem-Aranha 3.
Caso alguns também não tenham notado, a partir da segunda temporada, Homem-Aranha ganhou mini-séries, começando por Os Pecados dos Pais, seguido por Parceiros em Perigo, Os Seis Guerreiros Esquecidos, além de adaptar Guerras Secretas e encerrar com "chave de teia" em Spider Wars, que teve até participação do Aranha Escarlate, que é o odiado Ben Reilly.
Além disso, a série teve várias participações especiais, como o Justiceiro, Quarteto Fantástico, Demolidor, e até de Stan Lee!!!
A série se tornou um clássico, que lançou desde bonecos a videogames e histórias em quadrinhos.
Porém, nosso amigo Cabeça de Teia se meteu em mais roubadas em Spider-Man Unlimited, que era uma adaptação mal-feita de Homem-Aranha 2099.
O lado bom é que voltou em Homem-Aranha: A Nova Série Animada, totalmente em 3D e feita pelo mesmo estúdio responsável por ReBoot Beast Wars!!!
Se isso não tem macheza, não sei o que terá!
Os Oblongs (2001-2002)
Esse desenho é estranho de muitas formas.
Pra começar, a família possivelmente mora em Chernobyl. De outra forma não faria sentido uma família composta por um pai sem braços e pernas.
A esposa dele é uma cópia da Marge Simpson, pois ambas as duas tem o mesmo tamanho do cabelo, o que mostra que pra um criador de desenho, Angus Oblong tinha sérias faltas de criatividade.
E como os filhos deles nasceram? Vejam bem, pelas leis da física, um sujeito sem braço e sem corpo se desequilibraria rápido, o que mostra que Chernobyl é um mundo muito estranho.
O Novo Show do Pica-Pau (1999-2002)
Desde os anos 40, o Pica-Pau era um bom personagem com suas maluquices, insanidades e o que mais Walter Lantz lançava.
Então veio o último episódio (Bye Bye Blackboard pra que não lembra), e encerrou 1972 com atitude.
Porém, uma notícia chocou todos: em 1994, Walter Lantz morre por culpa da falha cardíaca.
Aí em 1999, a Universal decidiu reviver o personagem, o que de fato deu certo para fãs nostálgicos.
Mas muitas mudanças foram feitas: agora recebemos um pica-pau escocês que é preguiçoso, vagabundo e que reclamava e devia o aluguel pra Senhorita Meany, que é a versão queixuda e feia da Miss Meany (conhecida aqui como Meany Ranheta).
Lembram do Zeca Urubu? Pois bem, aqui ele parece aqueles malandros do Rio de Janeiro, e que agora conta com um gavião nanico pra ajudar nos seus "planos", na qual o Pica-Pau sempre estraga.
E Wally Walrus (o Leôncio) agora era Sueco, fato demonstrado pelas suas "famosas" almôndegas Suecas.
Há ainda a participação de Winnie Pica-Pau, Knothead e Splinter, Dooley (que está parecido com Tommy Lee Jones atualmente), além de um estranho texugo e do engraçadíssimo Doutor Lelé (Doug Nutts, que é uma caricatura de Don Knotts, pra quem não entendeu a lógica do nome).
Entendo que muita gente odeia essa série pelas severas mudanças, mas entendam que O Novo Show do Pica-Pau foi feito em homenagem ao Walter Lantz.
E ter um personagem clássico dublado pelo Stimpy é algo nostálgico mesmo!
Aliás, já que falei em Ren & Stimpy...
O Show de Ren & Stimpy (1991-1996)
Perturbador. Se há uma palavra pra descrever essa série, é essa.
Já falei muito sobre ela, então vou resumir: a série é sobre um chihuahua neurastênico e um gato idiota que vivem aventuras bizarras, ao mesmo tempo em que o chihuahua desfere socos, pontapés, voadoras, entre outras coisas que só uma mente demente como a de John Kricfalusi pôde conceber.
Vendida para a Nickelodeon em 1991, a série influenciou outras graças a seu humor bizarro, entre elas os conhecidos Bob Esponja, South Park, 2 Cachorros Bobos (que trouxe o Esquilo Secreto de volta), Beavis & Butt-Head e O Novo Show do Pica-Pau.
Aliás, o cartunista cometeu uma atrocidade ao tentar passar batido com o episódio Man's Best Friend, onde mostrava o chihuahua espancando George Liquor com um remo.
Não adiantou e Kricfalusi foi demitido em 1992, o que deixou o desenho nas mãos da Games Animation (atual Nickelodeon Animation Studios). Claro foi uma mudança boa, e Kricfalusi acabou se contentando fazendo bizarrices com Zé Colmeia e os Jetsons e com um clipe da Björk. No fim da série, Billy West migrou para as séries Futurama e O Novo Show do Pica-Pau.
Mas aí, John K. fez episódios mais bizarros lá no Canadá. Tão podre era a série que só restou fazer a glamourosa piadinha do sofá do desenho Os Simpsons.
Lamento muito por Matt Groening.
Invasor Zim (2001-2002-2006)
Duvido que ninguém tenha assistido essa animação.
Parece que o demente punk Jhonen Vasquez pareca se influenciar por Vida Moderna de Rocko, Ren & Stimpy e Beavis e Butt-Head ou por David Cronenberg, sei lá.
Pois bem, Zim é um alienígena que foi expulso do seu planeta natal. Junto com GIR (uma versão bem piorada e feia do Clank), os acabaram indo parar na Terra "por falta de opção", afinal todos queriam se livrar desse chato de galocha.
Por aqui no Brasil, a série foi pouco cultivada devido à sua "natureza": Zim fazia críticas pesadas ao planeta Terra enquanto arrancava órgãos de outras crianças e colocava em si mesmo.
É, pois é.
E segundo a Wikipedia, Jhonen Vasquez nunca conseguiu esconder o ódio do cancelamento da série, além de um projeto de filme.
Claro, quando ninguém aguenta ver crianças sem órgãos ou humor negro excessivo, o jeito é cancelar tudo de uma vez.
Robot Chicken (2005-presente)
Para encerrar, uma série que atualmente é legal lá nos Estados Unidos, porque os filhos da puta tiraram o Adult Swim da programação brasileira, o que me dá saudade.
Bom, Robot Chicken (ou Frango Robô, para os que não lembram) era uma série em stop motion que tirava sarro de tudo, desde séries de TV à videogames, filmes e outras coisinhas.
Criado pelo ruivo safado Seth Green, a série se tornou sucesso imediato por participações de famosos, como os excêntricos Breckin Meyer, Mila Kunis, Mark Hamill e o próprio Seth Green.
Tom e Jerry (1961-1962)
Pouca gente sabe, mas esta série foi bastante odiada pelos fãs.
Não só por ter um novo animador (Gene Deitch, que consegue ser mais louco que o John Kricfalusi), mas por ser mais... digamos, bem inferior.
A segunda fase da série ainda tentava apelar para efeitos sonoros estranhos, uso frequente de técnicas como motion blur e reverberação, além dos personagens sempre murmurar palavras (ambas as vozes foram feitas por Allen Swift, que esteve em Mad Monster Party?, para os que não lembram) e a quase ausência das background musics.
Enfim, com apenas 13 episódios, a série não foi muito bem recebida.
Interessante que adoraram a versão da Filmation, mesmo o estúdio ter feito besteiras com os desenhos de Batman, Tarzan e Super-Homem.
...
O mundo é injusto com alguns, mas generoso com os outros.
E é isso. Hoje em dia, dá pra se olhar esses desenhos mesmo nos achando imaturos, mas muita gente interpreta mal isso, depende do ponto de vista.
E ainda há episódios disponíveis para download, mas desde que a SOPA tomou conta de tudo, fica impossível hoje em dia.
Até a próxima, pessoal, onde entrevistei a Jennette McCurdy novamente!!
Sim, fui lá novamente!
O que aconteceu?
...
...
Vocês não contam pra ninguém?
...
Eu também não!
Bazinga!

Nenhum comentário:

Postar um comentário