terça-feira, 15 de maio de 2012

Liga da Justiça da América. Desastre agora tem nome!!!

Ah sim, só faltava essa!
Após o fracasso mundial de Batman & Robin, numa outra parte dos Estados Unidos atacava outra pessoa.
Seu nome? Félix Enríquez Alcalá.
O primeiro trabalho desse cara foi na série Lois e Clark: As Novas Aventuras do Superman, dirigindo apenas um episódio.
Depois trabalhou em ER, onde fez 12 episódios, e jogou sua bomba contra os E.U.A.
Bomba conhecida como Justice League of America.
Pense em um Power Rangers misturado com Dawson's Creek e aqueles falsos documentários, junto com uma pitada de efeitos visuais baratos, péssimas roupas e atuações ridículas.
Segundo a Wikipedia americana, o tal filme era na verdade um episódio piloto de uma série que tinha exatamente o mesmo nome do filme.
A história não é tão empolgante: Heróis fracassados e sem dinheiro algum decidem morar juntos. Além de batalhar duro por grana, enfrentam o Mago do Tempo que apavora a cidade.
O filme é muito horrível, ainda mais com a destruição e seriedade dos heróis.
Por exemplo, o Lanterna Verde é Guy Gardner, um vendedor de softwares que agora usa um anel com efeitos visuais vagabundos. Além disso, tem a personalidade do Hal Jordan.
Flash é Barry Allen, um desempregado que devia ser o alívio cômico da série, coisa que só funcionou com Wally West no desenho da Liga da Justiça.
O Átomo é Ray Palmer, um professor de Ciências que tem o poder de encolher com o auxílio do chroma key e um traje de plástico.
Também tem duas heroínas sem muita importância, que são a Gelo e a Fogo.
Gelo é Tori Olafsdotter, uma meteorologista que trabalhava no Instituto do Dr. Eno (o Mago do Tempo).
Já a heroína que se chama Fogo é uma atriz com um fim de carreira provisório.
E ainda não acabou.
Mas não é só disso que vive essa atrocidade. O líder dos heróis é J'onn J'onzz (o Caçador de Marte), que como pode ser visto pela foto, tem uma pança enorme.
Enfim, quem nunca viu esse filme, talvez espera efeitos especiais de cair o cu, mas se enganam.
Liga da Justiça da América é recheada de trajes caseiros, atores de quinta categoria que nunca frequentaram a Comic Con, "defeitos" visuais ridículos, além de diálogos sem noção que culminaria pra sempre a reputação desses "heróis".
Se querem saber, depois dessa bomba que Félix lançou contra os fãs de quadrinhos, alguns atores se deram bem.
Por exemplo, Matthew Settle (o Lanterna Verde) interpreta Rufus Humphrey em Gossip Girl.
Miguel Ferrer (o "Mago do Tempo") interpretou Ortega Peru em Mr. Magoo.
Michelle Hurd (a Fogo) agora interpreta Colleen Manus em The Glades.
John Kassir (o Átomo) fez a voz do Smurf Doido no filme Os Smurfs.
E David Stiers (o Marciano Pançudo) fez a voz de Mr. Maellard no desenho animado Regular Show.
Já Kenny Johnston (o Flash vagabundo) deve ter se tornado um mágico porque, aparentemente sumiu do mapa.
É, às vezes o destino caga na boca das pessoas sem sorte.
Enfim, o que era pra superar o fiasco que Joel Schumacher causou, acabou se tornando uma roubada.
Mesmo os atores ganhando ótimos papéis atualmente, fica difícil pra eles se esquecerem disso, que com certeza deve ter marcado pra sempre.
...
Com certeza não é pior do que fizeram com The Tick.
...
Algum dia falo nesse assunto.
Bazinga!

Nenhum comentário:

Postar um comentário